SINDIVEG, 80 ANOS
PROTEGENDO CULTIVOS

Você sabe, o agronegócio faz parte dos nossos dias. Mas, para que isso funcione bem, precisamos combater as pragas e doenças para que não haja perda nas lavouras, e para que isso não afete a vida de todos. É por esses e muitos outros motivos que trabalhamos protegendo cultivos há 80 anos.

Treinamentos online

TREINAMENTOS ON-LINE

Conteúdos sobre defensivos agrícolas e seu uso correto e seguro.

Estatísticas

ESTATÍSTICAS

Dados e estimativas do setor de defensivos agrícolas.

Legislação

LEGISLAÇÃO

Fique por dentro das leis, decretos e normas vigentes do setor.

Colmeia viva

COLMEIA VIVA

Movimento que tem por objetivo incentivar o diálogo entre agricultores e criadores de abelhas.

TREINAMENTOS ON-LINE
SINDIVEG

Quer aprender sobre as boas práticas agrícolas e o uso correto e seguro dos defensivos? E com este aprendizado na palma da sua mão, a qualquer hora e em qualquer lugar? Assista a este vídeo e conheça a plataforma de ensino on-line do Sindiveg.

ACOMPANHE NOSSAS REDES SOCIAIS

NOTÍCIAS E ARTIGOS

Os defensivos agrícolas são importantes soluções para proteger os cultivos agrícolas contra o ataque de insetos, plantas daninhas e fungos, entre outros problemas, que prejudicam a produtividade e podem colocar em risco o abastecimento de alimentos para a população. Contudo, o agricultor precisa estar atento às indicações de uso desses insumos. Afinal, aplicar um produto

O agravamento do ataque de insetos, dificuldade para controle de doenças e aumento das infestações de plantas daninhas obrigou os agricultores brasileiros a investirem mais em tecnologias de defesa vegetal no primeiro semestre de 2022. Com isso, a área tratada com defensivos agrícolas cresceu 0,2% no período, chegando a 741,278 milhões de hectares – ante

O Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Defesa Vegetal (Sindiveg), empenhado na disseminação de informações que contribuem para o uso correto e seguro de defensivos agrícolas, apoia a realização VI Congresso Brasileiro de Fitossanidade (Conbraf), que terá como tema central a proteção das plantas do Cerrado. O evento, organizado pela Universidade Federal de Goiás

TOP