Sindiveg incorpora ações e estrutura do Movimento Colmeia Viva, que integra produção de alimentos e proteção das abelhas 1024 683 Sindiveg

Sindiveg incorpora ações e estrutura do Movimento Colmeia Viva, que integra produção de alimentos e proteção das abelhas

Iniciativas do projeto passam a ter o apoio das 26 empresas de produtos para defesa vegetal que estão associadas ao sindicato

O Movimento Colmeia Viva, que promove o uso correto de defensivos agrícolas para uma produção sustentável de alimentos aliado à proteção das abelhas, desde janeiro deste ano tornou-se parte da estrutura do Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Defesa Vegetal (Sindiveg), passando a ser apoiado por suas 26 associadas.

“O setor de defensivos agrícolas tem papel essencial na construção de uma relação mais produtiva entre a agricultura e a apicultura. Com essa integração, queremos maximizar a proteção às abelhas, incentivando o diálogo entre apicultores e os agricultores, que dependem da utilização de insumos para a proteção das plantações contra pragas e doenças”, afirma o presidente do Sindiveg, Júlio Borges.

Daniel Espanholeto, especialista em uso correto e seguro do Sindiveg e coordenador do projeto, explica que a proteção das abelhas é essencial para a eficácia da produção agrícola. “Afinal, 35% da produção mundial de alimentos resulta de culturas dependentes da polinização animal, o que inclui abelhas. Sem elas, as culturas dependentes podem ter perdas de 40% a 100% na produção”, diz. São dependentes das abelhas a maçã, o maracujá, a melancia, entre vários outros cultivos.

Iniciativas e ações

Além de buscar uma relação mais produtiva entre a agricultura e a apicultura, o Colmeia Viva fomenta a disseminação de conhecimento por meio de pesquisas, treinamentos e assistência técnica.

“É essencial ter transparência e proatividade na relação com o governo e entidades em prol do uso correto de defensivos agrícolas. O Colmeia Viva está empenhado em colaborar com a criação de mecanismos de regulamentação a proteção e segurança, do meio ambiente e das abelhas. Essas ações contribuem para o desenvolvimento sustentável da agricultura e da apicultura”, ressalta Espanholeto.

Entre as principais ações desenvolvidas, Colmeia Viva realizou uma pesquisa aprofundada para entender os fatores que contribuíam para a mortalidade de abelhas no Estado de São Paulo e mantém uma assistência técnica (0800-771-8000) para esclarecer dúvidas dos envolvidos na cadeia, bem como tem um aplicativo que facilita a comunicação entre os envolvidos e oferece treinamento online gratuito, disponível em https://aulaead.colmeiaviva.com.br.

“Existem muitas culturas agrícolas dependentes da polinização ou que são beneficiadas pela ação das abelhas, entre estas o café, a soja e o algodão. Aprimorar o sistema produtivo das plantações e dos apiários é benéfico para a natureza como um todo e para os consumidores. Por isso, integramos o Colmeia Viva com a certeza de obter resultados cada vez melhores”, finaliza Júlio Borges, presidente do Sindiveg.