Índice de irregularidade em alimentos cai, segundo resultados do PARA da ANVISA

O relatório da ANVISA, divulgado dia 14 de novembro, aponta novos dados do Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos (PARA). Entre os alimentos pesquisados, que foram coletados em 2012, 25% apresentaram irregularidades. Desse total, 1,9% registraram defensivos agrícolas acima dos limites permitidos, em sua maioria substâncias aprovadas e utilizadas em diversas culturas. No relatório anterior, o número de irregularidades nos alimentos analisados chegou a 29%.

Em entrevista para a rádio CBN, a superintendente de toxicologia da ANVISA, Silvia Cazenave, destacou a relevância da divulgação do Programa. No seu entender, os resultados divulgados não refletem risco à saúde da sociedade, pois apesar de alguns índices de defensivos agrícolas estarem um pouco acima do desejado, a importância da ingestão desses alimentos é maior.

Segundo Silvia Fagnani, Diretora de Assuntos Regulatórios e Internacionais do SINDIVEG, “Estudos como o PARA refletem uma realidade mundial. As dificuldades no registro de defensivos agrícolas para Culturas com Suporte Fitossanitário Insuficiente acabam refletindo em irregularidades na análise de resíduos”. Isso ocorre mesmo que os alimentos se encontrem dentro do Limite Máximo de Resíduo (LMR) permitido pelos órgãos fiscalizadores.

Atualmente, existem 18* pedidos de registros para produtos exclusivos para as CSFI, também conhecidas como minor crops.

 

*Fonte: Aenda – www.aenda.org.br

 

Compartilhe agora:
Voltar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *