Andav prioriza finanças e caminhos tributários para o setor de distribuição de insumos

Empresários associados, que compõem o Conselho Diretor da ANDAV, estiveram reunidos com representantes do MAPA, Ministério da Fazenda, Banco Central e IPA/FPA

No momento, um dos maiores desafios do segmento de distribuição de insumos agrícolas e veterinários está justamente na concessão de crédito ao produtor rural e na formação do seu capital de giro. A Associação Nacional dos Distribuidores de Insumos Agrícolas e Veterinários (ANDAV), representada por seu Conselho Diretor composto por empresários dos principais estados do país, realizou no último dia 10 de maio, um encontro em Brasília para apresentação do trabalho realizado pelo setor de distribuição de insumos agropecuários e sua importância para a produção do agronegócio no Brasil, além da oportunidade de debater sobre as oportunidades de acesso do setor ao mercado financeiro.

O evento, realizado na sede do IPA- Instituto Pensa Agro, contou com a presença dos representantes do Governo Federal, Antônio Luiz Machado Moraes, Coordenador-Geral de Crédito Rural da Secretaria de Política Agrícola do MAPA, Ivandré Montiel da Silva, Secretário-Adjunto de Política Agrícola e Meio Ambiente, Francisco Erismá Oliveira Albuquerque, Coordenador-Geral de Crédito Rural e Normas, do Ministério da Fazenda, Cláudio Filgueiras Pacheco Moreira, Chefe do Departamento de Regulação, Supervisão e Controle de Operações de Crédito Rural e Proagro do Banco Central, João Ferrari Neto, Chefe da Divisão de Acompanhamento das Operações de Crédito Rural (DEROP/Diore) do Banco Central do Brasil, João Henrique Hummel Vieira, Diretor executivo do Instituto Pensar Agro (IPA) e Itazil Fonseca Benício dos Santos, Diretor Administrativo e Financeiro, do IPA.

Na ocasião, o Presidente do Conselho Diretor da ANDAV, Antonio Henrique Botelho Lima, distribuidor em Primavera do Leste, no Mato Grosso, solicitou aos convidados informações sobre o trâmite no legislativo quanto aos títulos emitidos por meio dos Certificados de Recebíveis do Agronegócio (CRA), o que foi confirmado que as mudanças devem ocorrer em breve. A previsão é que todo o trabalho técnico finalize e vá para a aprovação da Câmara dos Deputados e posterior sanção presidencial ainda esse ano.Durante o encontro, ficou evidente que o setor de distribuição de insumos agropecuários tem dois caminhos que podem surtir o efeito de captação de recursos financeiros desejado: o CRA e o CDCA – Certificado de Direitos Creditórios do Agronegócio. Quanto ao CDCA, trata-se de um instrumento bastante ágil, podendo ser uma solução importante para o setor no que diz respeito a captação de recursos financeiros, visto que os distribuidores já possuem crédito aprovado junto as instituições financeiras e balanço auditado.

O Plano Safra e suas eventuais mudanças também foi tema do encontro e está sendo monitorado pelo setor de distribuição de insumos agropecuários. O MAPA, representado por Antônio Luiz Machado Moraes, Coordenador-Geral de Crédito Rural da Secretaria de Política Agrícola, foi taxativo ao dizer que não haverá grandes alterações, seguindo a tendência dos anos anteriores. A expectativa é que se possa propor juros mais baixos ao mercado, o que será bom para toda a cadeia do agronegócio. O Plano Safra deve ser anunciado no próximo mês.

Diante dessa oportunidade de dialogar com os setores que definem a política econômica, financeira e agropecuária do país, A ANDAV afirma que o encontro foi muito produtivo e ficou evidente que o setor de distribuição de insumos agropecuários tem caminhos para buscar recursos junto ao mercado financeiro.

Mais informações:

Élcio Ramos

Jornalista – MTb: 27.764

(55 19 3579 2233 • Ramal 29

Cel.: 55 19 99608 0724

Skype: elcio.newslink

 

Compartilhe agora:
Voltar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *